You are currently browsing the category archive for the ‘Coisas de Portugal’ category.

Anúncios

É uma festa popular tradicional em Aveiro, na qual as pessoas pagam suas promessas jogando cavacas de cima da igreja. Já quem fica em baixo, precisa  pegar uma cavaca inteira para fazer seu pedido ao Santo. Se tiver meus pedidos atendidos, tenho de voltar a Aveiro ano que vem para jogar as cavacas 😉 Humn, acho que esqueci de pedir para virar acionista da TAP…

Meu vídeo

Vídeo da TV local

Pela primeira vez neste Outono a neve está a cair desde o início da manhã de hoje, segunda-feira.

Já neva nas cidades da Covilhã e Fundão – JN.

A greve geral de amanhã, quarta-feira, vai chegar aos comboios ainda hoje. A CP admite atrasos e supressões a partir das 17 horas desta terça-feira. Autocarros e metro do Porto vão ser afectados, fortemente, estima-se, só manhã. Em Lisboa, amanhã, o Metro vai ficar parado, enquanto a Carris recorreu da decisão judicial que a impede de fazer serviços mínimos.

O Governo anunciou hoje, quarta-feira, cortes de 5% na massa salarial da Administração Pública. A taxa máxima de IVA sobe dois pontos percentuais, isto é, aumenta de 21% para 23%, a partir de 1 de Janeiro de 2011. “Chegou o momento de agir” na defesa do interesse nacional, disse José Sócrates, que afirma querer defender o “estado social e modelo de sociedade”. As novas medidas deverão representar uma poupança na despesa de 3420 milhões de euros.

Texto completo

Nessa semana vou trocar de apartamento. Vou para um que tem aquecimento (pensando no inverno) e no qual moram outras estudantes (pensando na interação). Mas como é minha cara, já estou com saudades daqui… Vou sentir saudades dos trens passando perto da minha janela:

Desde que surgiram as leitoras de códigos de barra, sempre que passava no caixa do mercado no Brasil ficava pensando que a profissão “caixa de mercado” estava em extinção, porque, como diz De Masi, qualquer trabalho que não exija criatividade pode ser realizado por uma máquina. E quer profissão mais repetitiva e mecânica que a dos caixas de mercado? Bom, anos se vão desde a disseminação do código de barras e os caixas continuam lá… Pelo menos em Salvador, desconheço a existência de máquina como essa da foto. Na verdade, como se pode imaginar, o processo é todo muito simples: passa-se o código de barras dos produtos, vai colocando na sacolinha e quando termina clica em “compra concluída”, escolhe a forma de pagamento (dinheiro, cartão), insere cartão ou notas/moedas, põe senha ou pega o troco, sai a nota, tchau e volte sempre. Se o produto tem chip de segurança há um balcão onde você vai e desativa.

Bom, agora vcs vão me dizer que isso não funcionaria no Brasil, porque o povo ia pôr os produtos na sacolinha sem passar o código ou qualquer outra falcatrua semelhante. Pode ser. Embora existam meios de coibir isso e também quem quer fazer falcatrua o faz com ou sem caixa. Eu não quero acreditar nisso, porque significa que ficamos naquelas filas insuportáveis porque a princípio somos todos ladrões e o mercado está se defendendo dos saques.

Eu prefiro acreditar que é uma questão cultural, sim, mas que relaciona-se à preferência do brasileiro em lidar com pessoas, aquele bate-papo com o caixa: “opa, vai ter festa hoje, tá levando uma cervejinha!”, “é, mas é uma festa reservada, tá vendo a camisinha vindo ali na esteira?!”  E assim, todo mundo sabe da vida de todo mundo e os caixas mantêm seu emprego! (talvez porque deram aquele toque criativo).

Mas eu juro que preferia ter a opção de ter umas maquinetas dessas para aqueles dias de correria e filas quilométricas no mercado!

Onze incêndios estavam activos às 10 horas – quatro no distrito de Aveiro, quatro em Viana do Castelo, um no Porto, um em Braga e outro em Viseu.

Mais em: Incêndios: Ponto de situação às 10 horas – JN.